O Oceano no Fim do Caminho

Neil Gaiman – O Oceano no Fim do Caminho

by Leonardo Carnelos (www.artperceptions.com)

neilgaiman

Neil Gaiman é o autor de quadrinhos e escritor de romances britânico. Alcançou o sucesso com a série de quadrinhos Sandman que tem como personagem principal a personificação antropomórfica do Sonho, também conhecido como Morpheus, numa referência à mitologia grega. Depois de migrar dos quadrinhos para os romances, foi extremamente bem recebido pelo público e crítica após o lançamento do livro Deuses Americanos.

OnFdC

O Oceano no Fim do Caminho é o mais recente romance de Neil Gaiman. Neste livro o autor recorre a uma história onde o protagonista faz uma viagem saudosista, voltando a suas origens a busca de respostas. Ao re-visitar o local onde passou sua infância, o personagem principal acaba no fundo, indo a procura de quem ele era. De cara, este elemento saudosista do livro já serve de grande empatia com o leitor adulto. Todos que já pararam para pensar suas vidas devem ter se identificado com esta jornada de lembranças, já no começo do livro.

Quando somos crianças enxergamos o mundo de uma forma diferente. É impagável ver a primeira interpretação de uma criança sobre algo que ela não conhece, sua ingenuidade combinada com a criatividade sempre gera uma visão pura sobre todas as coisas. Com o passar do tempo, nós endurecemos e passamos a ter uma visão mais críticas sobre as coisas da vida. Mas será que a nossa visão necessariamente evolui e fica mais acurada? A visão pura das crianças é realmente fantástica ou quando envelhecemos perdemos a capacidade de enxergar a verdade? Esta é a premissa principal que o autor utiliza para descrever as memórias de infância do protagonista. Cabe ao leitor tirar suas próprias conclusões.

A escrita de Neil Gaiman é realmente envolvente, ele consegue, mesmo em histórias curtas, criar um ambiente fantástico para o leitor, gerando aquela ansiedade em ler o próximo capítulo sem apelar para artifícios novelescos, como por exemplo Dan Brown  utiliza diversos finais de capítulos “bombásticos”. A curiosidade aparece no leitor de forma natural, orgânica dado a qualidade da narração dos fatos.

Outra característica marcante da escrita de Neil Gaiman é fuga dos clichês. Por diversos momentos durante a leitura, eu tentei adivinhar o caminho que a história tomaria e na maioria das vezes quebrei a cara e fui positivamente surpreendido. Neste livro Neil Gaiman apresenta um oceano de possibilidades e por este motivo merece ser lido.

———————————————————————————————————————–

Zona de Spoilers

 ————————————————————————————————————————

O protagonista visita sua cidade natal por conta de um funeral e decide visitar a casa onde passou a infância. Chegando lá, suas recordações o levaram para a casa no final da rua. Chegando lá ele cumprimenta as moradoras da casa e pede para ver o lago que ficava nos fundos da casa. Sua amiga de infância, Lettie, chamava aquele lago de Oceano e a partir de seu reencontro com o Oceano no fim do caminho somos transportados para as memórias de sua infância.

Ele descreve com detalhes um certo período de sua infância de forma extremamente melancólica. Problemas na escola, indiferença de sua irmã, dureza de seus pais, um presente não correspondido; todos estes problemas são apresentados e a princípio tudo parece meio exagerado, até que a descoberta que seu pai tem uma amante desencadeia uma série de eventos traumáticos que só são superados com a ajuda de Lettie e seu Oceano.

Não vou me atrever a descrever a forma como o autor narra o desenrolar dos acontecimentos nem mesmo dentro desta “Zona de Spoilers”. Primeiro por que nem de longe conseguirei dar ao leitor deste texto a mesma dimensão que a escrita de Gaiman gera em seu livro. E também por que recomendo fortemente que o leitor deste texto leia o livro.

Ao final do livro eu cheguei a minha própria interpretação dos acontecimentos narrados a partir das memórias do protagonista e nas metáforas que lá estão. As principais são a forma como o mal surge de dentro nós mesmos, como as coisas podem sair do controle se não tomamos as decisões certas nos momentos certos, e como devemos fazer sacrifícios em pró de conquistas mais importantes. No entanto, acredito que não fará muito sentido compartilhá-las em detalhes. O livro não chega a ter uma interpretação aberta, mas com certeza, por conta do tema universal ele deve despertar em cada leitor uma interpretação diferente que evoca a sua própria experiência e a forma como cada um lembra de sua infância.

————————————————————————————————————————

O Fábio Barreto se encontrou com Neil Gaiman num evento de lançamento do livro e descreveu sua experiência com o audiobook de O Oceano no Fim do Caminho no link abaixo:

http://www.brainstorm9.com.br/38547/entretenimento/o-oceano-de-emocoes-de-neil-gaiman/

A propósito, li este livro seguindo a indicação do próprio Fábio. Aproveito para deixar aqui o meu muito obrigado.

Referências

Neil Gaiman

http://pt.wikipedia.org/wiki/Neil_gaiman

O Oceano no Fim do Caminho

http://en.wikipedia.org/wiki/The_Ocean_at_the_End_of_the_Lane

No Responsesto “O Oceano no Fim do Caminho”

Leave a Reply

'