Paranerdia 113 – Audiodramas

Saudações auditivas queridos ouvintes!

Neste episódio trouxe de volta meu ogro de estimação, o sr. Vitor Hugo Mota e juntos conversamos com Alexandre Santos Costa, o Magoo, sobre Audiodramas. Em especial a saga Sentinelas da Agência Transmídia.

Saiba neste episódio:

  • O que é um Audiodrama?
  • Quais são as origens do Audiodrama?
  • Exemplos de podcasts dedicados a Audiodramas
  • Quais as novidades para a terceira temporada de Sentinelas?
Dúvidas? Sugestões? Broncas?

Mande-nos um e-mail para  paranerdia@paranerdia.com.br ou clique aqui e utilize nosso formulário de contato

Trilha Sonora deste Cast:

  • Os Seminovos – Luke, Eu sou seu Pai (tema oficial dos recados)
  • Era – Divano
  • Andrea Bochelli – Vivo per Lei
  • Os Seminovos – Canção da Depressão

Comentados nos recados:

Comentados no Cast:

SEJA UM MECENAS DO PARANERDIA
Você gosta do Paranerdia? Quer ajudar a manter o site e o podcast no ar?

Acesse http://apoia.se/paranerdia e ajude-nos a manter o podcast mais legitimamente nerd do Brasil funcioando! Contribuições a partir de R$1,00, por boleto bancário, cartão de crédito, entre outros.

Faça como os mecenas: Ana Carolina Martins, Ana Lucia Lieuthier, Artur Bonifácio, Daniel Rossi, Emilio da Costa Mansur, Guttemberg Lima dos Santos, Lucas Freitas, Luis Alfredo Lopes Soares Filho, Marcius Vinícius,  Nelson Imbuzeiro, Nicolas de Oliveira, Paulo Roberto Libardi, Suelen Nastri e Valdir Fumene Junior.

Vida Longa e Próspera

Reproduzir

Arquivo compactado(ZIP): Download

6 Responsesto “Paranerdia 113 – Audiodramas”

  1. Ana Lucia-joaninha trekker disse:

    Minha mãe diria que Audio Drama era o que eu fazia no berço, jogando todos os brinquedos longe e depois dramaticamente chorando para que me devolvessem tudo…
    Digamos que é um conceito familiar para a coisa

  2. Luis Alfredo disse:

    Espetacular episódio! Aprendi um monte de coisas, recebi diversas boas indicações de casts e afins para ouvir e me diverti de montão enquanto isso. Parabéns!

  3. Ana Lucia-joaninha trekker disse:

    Agora que o episódio está devidamente ouvido, seguem alguns comentários.
    Quando criança eu tive oportunidade de ouvir programas humorísticos em rádio. Geralmente os ouvia na hora do almoço de domingo. Eram piadas embaladas em macarronada. Ainda que não sejam audiodramas por definição, já apresentavam alguns itens característicos, com o uso de efeitos sonoros.
    Somente anos mais tarde voltei a ter contato com "histórias auditivas", e sim , foi com o material da linda da Big Finish, e suas ainda mais lindas histórias com o 8º Doctor.
    É interessante notar que a Big Finish tem muita coisa de Doctor Who, mas também de outras séries de TV, e material baseado em livros – veja que temos o tio Nicholas Briggs – voz Dalek oficial em Doctor Who – interpretando Sherlock Holmes!
    De fato, a Inglaterra parece ter mantido a tradição de "radio novelas", pois tem muito material disponível para ser ouvido na BBC radio.
    Atualmente está na minha lista de desejos a adaptação, em audiodrama, do livro Belas Maldições, dos malucos Terry Pratchet e Neil Gaiman – vou gastar todo meu parco inglês, mas vai valer a pena
    Creio que por ora é só.
    Deixo meus votos de um 2017 menos maldoso (sim, 2016, eu vi o que vocé já fez e te dito – deixa a Princesa Leia em paz).
    Que o ano novo seja mais saudável, mais leve, e até mais endinheirado.
    Abraços da joaninha trekker

  4. Tal qual o Sr Nerdmaster o meu inicio com audiodramas foi com o especial de RPG do nerdcast, por sinal estou esperando com muita ansiosidade o especial desse ano (até o presente momento ainda não saiu 28/12/2016). Sobre os audiolivros cheguei a ouvir alguns por problemas de logística no translado (onibûs lotado rs), mas sempre que possível estou com um livro. Sobre o Escribá Café para mim também ele é incontestavelmente excelente!
    Por inspiração nesses citados anteriormente fiz minha primeira incursão nessa mídia "audiodrama"/LEITURA no poema "O corvo" Do Edgar Allan Poe, devido ao meu carinho pela obra coloquei nessa meu máximo esmero.
    https://www.youtube.com/watch?v=zahMx8x3BVY (melhor ouvir com fones).

  5. gutolimasantos disse:

    Saudações dramáticas, mestre! Bom episódio, porém tenho grande dificuldade em me envolver com audiodramas. Já tentei vários da nossa "podsfera", mas não consigo passar dos primeiros minutos, e isso não por causa das produções, que em geral são muito bem feitas, e sim por falha minha em realmente não me envolver com o formato. Os únicos que me agradavam eram os "teatrinhos" do Jurassicast, provavelmente por serem "vírgulas" dentro dos temas dos episódios, e que, na minha percepção, tinham muito de "brincadeira improvisada" e pouco de "roteiro dramatizado". Atualmente acompanho apenas o Refil NoAr, por ser muito fã da galera do Portal Refil. Entendo que audiodramas são caminhos bastante interessantes e torço para que eles contribuam para o crescimento dos podcasts enquanto mídia. Que a força esteja com você!

Leave a Reply

'