Paranerdia 67: Bizarrices da Disney

Saudações bizarras queridos ouvintes!

Em “homenagem” à recente compra da Lucas Films[bb] pela Disney[bb], eu Alexandre “NerdMaster” e meu quadrinhologista Matheus “HQ-Man” convidamos Diego “Luigi Show” do Pó de Cash, Ira Croft do Mundo Freak e as deusas Bárbara “Ártemis” Goes e Flávia “Selene” Santos da Ilha Themyscira para um bate-papo muito divertido sobre as coisas bizarras que ocorrem nos desenhos da Disney.

Saiba neste cast:

  • Por que o Pato Donald usa uma toalha quando toma banho?
  • O Pato Donald já foi nazista?
  • Como é a árvore genealógica da Família Pato?
  • As mais famosas cenas de sexo nos desenhos da Disney

Vá cantando uma alegre canção tema até o player abaixo e ouça mais esse excelente episódio!

Dúvidas? Sugestões? Broncas?

Mande-nos um e-mail para  paranerdia@paranerdia.com.br ou clique aqui e utilize nosso formulário de contato

Trilha Sonora deste Cast:

  • Os Seminovos – Luke, Eu sou seu Pai (tema oficial dos recados)
  • Tema de Abertura dos filmes Disney
  • Várias músicas tema de desenhos da Disney

Comentados nos Recados:

Comentados no Cast:

Vida Longa e Próspera

Reproduzir
 Arquivo compactado(ZIP): Download

47 Responsesto “Paranerdia 67: Bizarrices da Disney”

  1. to na metade e ja deve ser o que eu mais gosto. Que evolução, Parabéns, Nerdmaster

  2. iracr0ft disse:

    Eeeeeee será que agora fico famosa??? =]

  3. iracr0ft disse:

    Ahhh a minha gravação ficou ruim, picotada e estranha, da próxima vez pede meu back up ^^ (aproveitando pra se convidar Rá)

  4. Mateus disse:

    hahahah Muito divertido o cast!
    Outra curiosidade, no seu começo Mickey era dublado pelo próprio Walt Disney e a Minnie também!

  5. jonathan disse:

    o mickey tem mais sobrinhos:
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Chiquinho_e_Francisq

    eu lembro dos quadrinhos que pegava no sebus quando era criança

    • NerdMaster disse:

      Eu jurava que era um casal de sobrinhos!
      Nem lembrava que os nomes eram Chiquinho e Francisquinho

    • Nerdanderthal disse:

      Eu lembro muito bem desses sobrinhos. Meu pai comprava TUDO que era revista da Disney.
      Até nesse caso, há uma bizarrice: o nome de um dos sobrinhos é Chiquinho (o que pra nós é um apelido tirado do diminutivo de Francisco) e o do outro é Francisquinho (!?!?!?)
      Será que ambos se chamavam FRANCISCO?

  6. Meu querido Nerdmaster, muito obrigado por mostrar-nos o lado obscuro da Disney. Esse programa me fez lembrar de um desenho antigo do Pateta, "O Dia de Folga do Papai", que, em apenas 6 minutos, nos mostra não apenas uma insinuação de adultério, mas (aos 2:30 min) um beijo gay. Segue o link:
    http://www.youtube.com/watch?v=BCmwpL5ywvA

    No mais, um grande abraço, e sucesso

  7. radoc disse:

    Toda grande empresa tem grandes trolls e quanto mais tempo de empresa tem, mais historias se acumulam.
    Mas eu discordo do Nerdmaster sobre o Fantasia. Ele não é bizarro pois faz sentido na historia individual de cada musica junto a cada animação.
    Tipo as baleias que voam, apesar de ser bizarro uma baleia voar faz sentido no contexto da propria historia.

  8. Aê Nerdmaster e Cia, não é pq eu participei não, mas é um dos casts mais fodões! o/
    Não sou o menino mimado do Tang, mas quero maaais 😀

  9. The_Portal disse:

    Nerdmaster, seu desmemoriado! Participou do meu podcast sobre Carl Barks e não lembra mais nada do que falamos?!?! (Hehehe!!)

    Algumas explicações sobre certas dúvidas levantadas no programa:

    O fato dos sobrinhos morarem com o Donald é explicado nas tiras de jornal (aonde eles surgiram, criados por Ted Osborne and Al Taliaferro): eles foram morar com o Donald em um esquema temporário enquanto o pai estava internado no hospital (indo para lá por conta de uma peça que os próprios filhos pregaram nele, diga-se de passagem). E isso virou o "temporário permanente", no melhor estilo Caco Antibes.

    O esquema de muitos personagens terem sobrinhos e não filhos não é exatamente um problema com o sexo, mas sim o casamento: a única forma aceitável para a sociedade da época em que eles foram criados desses personagens terem filhos era estando casados, e isso limitava muitas possibilidades narrativas. Daí a facilidade de sempre terem sobrinhos no lugar de filhos quando eles queriam incluir uma dinâmica infantil nas histórias. No caso do Fred Flintstone, o personagem já foi concebido como um homem casado, daí não havia problema algum em ter filhos. E no caso do Pateta, lembrem-se que o Max só foi criado como personagem oficial em 1992, numa sociedade mais liberal (embora ele tenha aparecido como "Pateta Junior" em 51, admito). E não encontrei em lugar nenhuma alguma referência à mãe do Max – ela simplesmente não foi mencionada nas fontes que tenho.

    A personagem Clara Cluck é conhecida no Brasil como Clara de Ovos. Aliás, ainda sobre nomes, existem duas versões para o nome "Patinhas": uma das hipóteses é que se trata de uma derivação do nome Simon Patiño, milionário boliviano que fez fortuna negociando cobre. Outra hipótese (levantada pelo jornalista Gonçalo Júnior) é que a ideia foi do redator Jerônimo Monteiro, que adaptou o nome dado ao personagem na Argentina, Tio Patilludo (em castelhano, "patilla" significa "suiças").

    A árvore genealógica da Família Pato foi idealizada pelo nosso saudoso Carl Barks e o desenho final feito por seu pupilo Keno Don Rosa (publicada durante a Saga do Tio Patinhas). É o mais próximo que temos de informações "oficiais" sobre quem é filho de quem na família Pato, mas os fãs, em geral, consideram essa informação como canônica – incluindo eu. =D

    Aproveitando para fazer o jabá, várias essas informações podem ser encontradas no podcast duplo que fizemos sobre Carl Barks:
    http://www.dimensaonerd.com/2011/09/04/a-espiral-http://www.dimensaonerd.com/2011/09/11/a-espiral-

    Ótimo programa mais uma vez!! Grande abraço!!!

  10. Drugue disse:

    Rapaz, tai um podcast que eu achei que nunca ia ver no Paranerdia, o assunto é muito bacana e dá pra passar horas discutindo sem praticamente sair do lugar por que as Bizarrices da Disney são praticamente todas "teorias da conspiração", e por isso mesmo o episódio ficou totalmente excelente!
    Não conhecia alguns dos desenhos citados, principalmente esses que ficaram linkados no post e isso vai render algumas horas de conversa com os amigos.
    Vlw mesmo NerdMaster e parabéns pelo excelente episódio!

  11. Nerdanderthal disse:

    Parabéns, Nerdmaster!! Não poderia escolher tema melhor.
    O maravilhoso mundo da Disney tem mesmo muita estória bizarra pra contar.
    Uma vez que fizeram bichos agirem como seres humanos, o resto é brincadeira!!!
    Um detalhe bem bizarro que lembrei, é que todos os personagens (bichos), para agirem como humanos, possuem mãos, com luvas e com somente 4 dedos!! Acho que era mais fácil para os caras desenharem. ehehe…
    Uma coisa: o filho do Pateta, é o Max, mas ele também tem um sobrinho que é intelectual chamado Gilberto, lembra?
    Valeu pelo episódio!!!

  12. igudima disse:

    Olá povo do Paranerdia!

    Que episódio 10, muito bom! A Disney sempre levanta estas questões, não é? Acho que é algo tão enraizado na vida das pessoas que sempre vamos tentar achar teorias e porquês para tudo (afinal, tem muita coisa bizarra mesmo!).

    Muito bom como sempre, convidados ótimos e o Paranerdia melhorando cada vez mais!

    Abraços!

  13. victorcws disse:

    Salve Salve povo paranerdiano!!!!

    Ótimo cast, mas vcs se esqueceram de uma coisa, a Minnie tinha um gatinho de estimação, que (pra variar) gostava de sacanear o Pluto. Aqui vai um link com um dos episódios q ele aparece: http://www.youtube.com/watch?v=FegJyiCesZk

    Vai também um arquivo do wikipedia: http://en.wikipedia.org/wiki/Figaro_(Disney)

    No mais, valeu pelo cast, abraços!

  14. Daniel Lopes disse:

    GRAAAAAANDE Nerdmaster!! Saudaçoes patolíticas!!

    Achei este episódio muito bom, mas um tanto quanto inesperado. As bizarrices da Disney já são tão conhecidas qunto a piadinha fo Valdisnei. hahahaha. Mas acho que a grande maioria das bizarrices polêmicas foram criadas apenas como um modo de.criar uma lenda em torno disto. A Disney ê expert em colocar mensagens e Easter eggs escondidas em seus desenhos.

    Ainda bem que nao soh o unico que detesta o Rato da disney.

  15. Caro Alexandre, muito bacana este programa.
    Eu também vou chamar a sininho de sininho e o Puff de Puff pro resto da vida.
    Eu não conhecia o desenho Destino de 2003, excelente! Eu não chamaria de bizarro… mas de surreal.
    Também fiquei surpreso de saber que o professor Ludovico não é parente de ninguém.

    Sds
    Leonardo Carnelos

  16. A propósito, apesar de patos não terem dentes, o Donald tem dentes em algumas cenas. Eles aparecem no próprio desenho do Die Furer's Face.
    A Disney contribuiu muito com a propaganda americana no pré-guerra. Se não me engano, o Zé Carioca foi criado neste contexto, naquele desenho em que aparecem o Donald, o Zé Carioca e um personagem mexicano… Quem quer meus quindins comprar?

    Sds
    Leonardo Carnelos

  17. aLx disse:

    Opa… valew pelo programa!
    .
    Pena não ter conseguido ouvir à tempo de comentar, pois, como já disse, estive formatando o computador e acabei me atrasando nos comentários.
    .
    Excelente programa!
    .
    Valew!
    .
    aLx

  18. Sigma disse:

    Grüß dich Herr Nerdmeiter,

    Saudações atrasadas… 'Der Fuerer’s Face' é um desenho que ironiza o nazismo do início ao fim, não apenas na bandinha ou no final. Disney apresenta em todo o episódio um dia cotidiano de um cidadão médio no contexto nazista, e o desenho mostra como era cruel seu modo de vida. Donald tinha de se contentar em comer pouco, trabalhar como um condenado, se rebaixar a qualquer figura que representasse o nazismo, e reverenciar seu "Führer" e seus aliados, os heróis do nazismo, fascismo e hirorismo (sei lá qual era o regime do Japão de Hirorito na época). Sua vida era horrível, ele era tratado como uma mera mão de obra explorada, que tinha de vender uma imagem de felicidade e respeito condicionada (e isso é bem representado no desenho, ao Donald responder quase que instintivamente a qq símbolo nazista com um "hail").
    Acho que a intenção que Disney e o governo americano quiseram ao vender aos EEUU e ao mundo esse curta era de mostrar como era horrível o nazismo até para os nazistas. Que não valeria a pena ser nazista, pois era um regime sem liberdade onde impera o medo (em outros filmes, eles vendem uma imagem de regime "demoníaco" até). Provavelmente esse filme teve como objetivo desestimular qualquer interesse que se formasse por grupos isolados de americanos, ou em outros países aliados e neutros, de apoiar o nazismo, e a vitória de Hitler e seus aliados, mostrando que se eles vencessem, essa realidade infernal seria espalhada ao resto do mundo…

    Bem, essa é minha interpretação de Der Fuerer’s Face, estrelando Pato Donald… Então, conheci esse filme assistindo uma coleção de DVDs não tão fácil de se achar denominada "Disney's Treasures". Lá tem vários dos filmes promocionais de Walt Disney ao governo americano, no contextu de segunda guerra mundial… Acho que poderia render um Cast, junto de outros pernonagens famosos de outras séries não Disney (Como Capitão América da Marvel, ou Superman e trupe da DC) em propagandas americanas e quadrinhos no contexto de guerra, alimentando uma propaganda de espírito americano no contexto de guerra. Uma pauta centrada em personagens famosos, e formação de opinião, quando o governo americano usava da produção pop para usar estratégias de propaganda e comunicação de massas da escola de Chicago, com personagens famosos, à população americana e mundial…

    Aff. Recado enorme….

    Auf Wiedersehen!

    • NerdMaster disse:

      Antes tarrrrde que mais tarrrrde her Sigma!

      Cara adorei teu comentário e concordo com 110% do que disse!!
      Anotei teu tema dos EUA usando a cultura Pop para difundir o "American Way of Life"

      Muito obrigado pela sugestão!

Leave a Reply

'