Paranerdia 79: Trading Card Games

Vitrine-ep79

Saudações trocáveis queridos ouvintes!

Estamos aqui para mais um Paranerdia, e desta vez com um assunto muito, MAS MUITO NERD: Os Trading Card Games! Ou seja aqueles jogos de cartas colecionáveis e trocáveis muito populares em eventos de cultura pop, como Magic the Gathering[bb], Pokemon TCG[bb] e Yu-Gi-Oh[bb]!

E para tratar deste assunto, eu Alexandre NerdMaster e meu amigo e ilustrador Vitor hugo Mota convidamos Mnar, o Urso do site Dragões do Sol Negro e o ouvinte e medalhista de bronze do torneio pré-release de Magick em Franca-SP Eder Santana.

Saiba neste cast:

  • O que é TCG?
  • Como se joga isso?
  • Quais são os títulos mais conhecidos?
  • Quanto custam esses jogos?
  • Como são os torneios?
  • Qual jogo de cartas que mais gera brigas entre amigos?

Monte já seus decks e vá até o player abaixo para participar deste desafio!

Dúvidas? Sugestões? Broncas?

Mande-nos um e-mail para  paranerdia@paranerdia.com.br ou clique aqui e utilize nosso formulário de contato

Trilha Sonora deste Cast:

  • Os Seminovos – Luke, Eu sou seu Pai (tema oficial dos recados)
  • Myhybris – Disponível no Jamendo

Links relacionados:

Comentados nos recados:

sorteio-louca1

 Vencedor: Domingos Coelho.

Comentados no Cast:

Vida Longa e Próspera

Reproduzir
 Arquivo compactado(ZIP): Download

21 Responsesto “Paranerdia 79: Trading Card Games”

  1. actionnerds disse:

    Só porque eu sou legal, vou comentar sem ouvir o cast!
    E sim, estou ouvindo os atrasados Alê!

  2. Sandro Lazari disse:

    Suadações nerds! Tudo certo?

    Conheci o mundo dos TCG há pouco tempo, e é sempre bom ver esse tema se popularizar, afinal quanto mais gente jogando, melhor! 😀

    Só uma pequena correção, o nome correto do jogo é "Magic: The Gathering", sem o "k" no final.

    Vou ouvir o programa e tecerei mais comentários após acompanhar a discussão que vocês tiveram sobre o tema.

    Aproveito pra fazer meu pequeno jabá indicando o episódio especificamente sobre Magic que fizemos lá no CrossOver Digital com um dos melhores jogadores de Magic do mundo, o brasileiro Paulo Vitor Damo da Rosa: http://www.crossoverdigital.com.br/CrossoverDigit

    Abraço!

  3. HAHAHA ficou bom d+ HAHAHA
    Mais uma vez obrigado pelo convide, foram momentos memoráveis.

  4. Sandro Lazari disse:

    Cumprindo minha promessa cá estou eu após ouvir o programa! 😀

    Gostei da forma como foi abordado o tema, explicou de forma resumida o tema e deu uma ótima visão geral a respeito. Faltou só dizer que quase todos os jogos deste gênero baseiam-se no clássico esquema do pedra-papel-tesoura, em que cada componente do jogo (seja carta, personagem, tipo) possui vantagens contra alguns componentes e desvantagens contra outros.

    Na minha opinião, Pokémon TCG e Yu-Gi-Oh! são jogos de cartas infantis, algo como uma apresentação ao mundo dos TCG para uma criança, por possuírem regras muito mais simples e com temáticas muito mais leves que Magic, que possui regras complexas e estratégias mais complexas ainda.

    Quanto aos jogos eletrônicos de Magic, além do Duel of the Planeswalkers também há o Magic Online, um jogo online em que é possível jogar e colecionar as cartas de Magic como na vida real, comprando os boosters e montando seu deck, duelando com pessoas do mundo todo e participando de torneios que contam para o ranking de Planeswalker Points, do qual o Eder comentou. Há muitas diferenças entre os dois jogos, contudo ao meu ver a maior de todas reside no fato de que no Duel joga-se com decks fechados, já montados e balanceados, enquanto no Magic Online é necessário montar o próprio deck com cartas recebidas no momento da assinatura e quase sempre comprando boosters extras, o que pode tornar a jogatina ainda mais cara.

    Outro grande porém do Magic Online é que as cartas compradas dentro do jogo não te dão direito a uma versão física delas, ou seja, toda a coleção adquirida no mundo online fica somente no jogo, e não há como inserir as cartas que porventura se obtenha no mundo real no mundo virtual. Isso acaba separando um pouco a comunidade entre jogadores "reais" e "virtuais", afinal não é qualquer um que tem tanto dinheiro assim para fazer duas coleções de Magic.

    Enfim, acho que exagerei um pouco no tamanho do comentário e vou me despedindo por aqui, grande abraço!

    Sandro Lazari, 28 anos
    Administrador no mundo "real" e Podcaster do CrossOver Digital no mundo "virtual"
    Farroupilha – RS http://www.crossoverdigital.com.br

  5. Seiji disse:

    Olá! Tudo bem Nerdmaster? kkkkk
    Muito legal o podcast, apesar que eu pessoalmente não sou um praticante de TCG. Os meus amigos são mais viciados nesse jogo, mas eu realmente nunca tive grande interesse em jogá-lo. Talvez meu maior receio é que o TCG é uma atividade que acaba saindo muito caro para o bolso, como eu já testemunhei meus amigos o praticando. Mesmo assim foi um ótimo podcast. Para não dizer q nunca joguei nada, já joguei o Muchkin e foi muito divertido =] E eu não poderia de comentar isso já q vcs comentaram no final sobre UNO, pois toda vez q eu jogo, eu uso uma técnica praticamente suicida q é segurar o máximo possível o 4+ como última carta, pois com ela não existe nenhuma limitação na minha vez de baixar a carta.. o problema é se alguém conseguir fechar o jogo antes, daí ferrou para mim… =[

    E só para fazer um mini jabá tb, recomendo o Projeto X Podcast 03 de TCG onde falaram dos TCG de Magic, Yu-Gi-Oh mas foi dado um foco bem maior no TCG de Pokémon, jogo no qual a galera do podcast é mega viciada (menos eu, lógicamente) kkkk http://www.projetoxpodcast.com.br/2012/09/projeto

    • NerdMaster disse:

      Mais um jabá bem feito Seiiji
      Aliás precisamos falar sobra a participação dos "projetistas X" num paranerdia que estou bolando

  6. Seiji disse:

    hehehe legal. E vai se preparando, semana q vem sai aquele Podcast com a vossa presença =] ( e sem spoilers XD)

  7. Seu Mota disse:

    Este podcast se resumiu a uma frase pra mim: "Eu sou do tempo em quê…"

  8. Léo Bruski disse:

    Boa noite pessoal!
    Gostei bastante do programa mesmo não estando muito familiarizado com o tema, confesso que nunca fui muito chegado neste tipo de jogos, sou mais um Super Trunfo mesmo, não consigo entender essas paradas de cartas e quanto vale cada coisa rs.
    Ótimo programa Alexandre, grande abraço!

  9. radoc disse:

    Minha experiencia com TCG se resume ao Yu-gi-oh, que eu jogava com cartas falsas na epoca que o desenho passava na Tv.
    Eu jogava com as regras que apareciam no desenho e montava estratégias com base nos personagens, como se fosse desafiar algum deles um dia hahaha.
    Mas os TCGs também aparecem muito como puzzles ou joguinhos escondidos em jogos de video game, como acontece no Rage, da ID Softwares que tem um card game bem simplificado.

    Para quem se interessar, na google play tem alguns jogos gratis, como Hell Fire e Shadow Era que conheci recentemente, que é uma boa para quem quiser começar a jogar sem compromisso e sem pagar nada.

  10. O que posso dizer, gostava do anime do Yu-gi-oh, e do filme, mas só assisti a primeira temporada na tv aberta, eu acho que o Yu-gi não joga nada sem o espirito que controla ele na hora do jogo!
    Valeu o cast, muitas informações interessantes!
    Bené

  11. aLx disse:

    Boa noite, VilãoMaster!
    .
    Grande programa! Fiquei muito satisfeito com as informações que recebi. Nunca joguei — ou não lembro — de ter jogado nada com cards que não fosse TRUNFO e FIGURINHAS (Bafo), se é que posso considerá-las como Cards.
    .
    Parabéns.
    .
    abraços.
    .
    aLx

  12. D@nil.B disse:

    Tô contigo, Alexandre! Também não entendo lhufas do assunto, mas assisto assim mesmo (até para eu começar a aprender sobre esses jogos do baralho)! ;D

    Aliás, o especial será o "tão aguardado" episódio sobre Doctor Who?

  13. Drugue disse:

    Faaala Amigo NerdMaster, conforme lhe falei estou aqui fazendo uma "maratona" para colocar em dia os Paranerdias atrasados e como já ta tudo atrasado mesmo estamos aqui escutando aquele que foi o tema que me chamou a atenção logo de cara.
    Sou muito fã de jogos, de todos os tipos, war games, board games, card games, miniature games e assim vai, parafraseando o Vince Vander se é game eu to jogando, então já deixo aqui meu protesto por não ser chamado para esse edição do Paranerdia (po nessa época eu ainda era comentarista de estimação né?rs).
    Gostei do episódio, mas acho que merece uma revisão…rs Mesmo por que estamos num panorama MUITO maior de card games hoje em dia, temos os LCG que são jogos em que as cartas valem sempre, ou seja, quando a ultima edição sai você ainda pode estar jogando com as cartas da primeira edição, e fora que temos muitas "novidades" na área como citadels, Summoner Wars e tudo mais que não são TCGs mais valem muito a pena serem visto e como são card games talvez pudessem estar ai, então fica ai o pedido de um novo episódio tratando dos outros card games que não entraram nessa edição…rs
    De resto o episódio foi excelente, meus parabéns!

  14. ana n. disse:

    Olá Sr.Nerdmaster 😉 Ouvi hoje este podcast sobre jogos de cartas colecionaveis e envio este email para contar o seguinte: Quando era miúda, com 13/14anos comecei a comprar as cartas magic, devo ter comprado uns 15decks. EU NÃO SABIA JOGAR, apenas os comprava porque adorava os desenhos. Essa pancada passou, uns anos mais tarde conheci o meu namorado, ele é que ao fim de uns 10anos de eu ter comprado as cartas me ensinou a jogar. Hoje quando estamos numa de descontrair um pouco fazemos um joguinhos e tenho a dizer que é bem melhor que jogar á bisca. Forte abraço, Ana N._Lisboa_Portugal

Leave a Reply

'