Paranerdia 87: Doctor Who

Vitrine-ep87

Saudações médicas queridos ouvintes!

Com um “leve” atraso eis o 87º episódio do Paranerdia! E neste episódio eu e meus convidados Claudio, o Dragão Dourado do Omegacast, Kell Bonassolli do Telhacast e do Cruzador Fantasma, Juliano Yamada do Papo Lendário e Alexandre Sandman batemos um super papo a respeito da mais famosa série inglesa de ficção científica que pouca gente viu: DOCTOR WHO[bb]!!

Saiba neste cast:

  • Quem é o Doctor Who?
  • O que é uma T.A.R.D.I.S.?
  • Por que essa série é tão amada?
  • Quais a influência de Doctor Who na cultura Pop?
Dúvidas? Sugestões? Broncas?

Mande-nos um e-mail para  paranerdia@paranerdia.com.br ou clique aqui e utilize nosso formulário de contato

Trilha Sonora deste Cast:

  • Os Seminovos – Luke, Eu sou seu Pai (tema oficial dos recados)
  • Abertura de Doctor Who
  • Doctor Who Suite – Vol. 1

Links relacionados:

Comentados nos recados:

Comentados no Cast:

Vida Longa e Próspera

Reproduzir
 Arquivo compactado(ZIP): Download

 

17 Responsesto “Paranerdia 87: Doctor Who”

  1. Diego Miyabi disse:

    Começou 2014 com o pé direito. Doctor Who é uma das melhores séries que eu já vi.

  2. claudia disse:

    Adoro a série… me fez visitar conceitos de física quântica, revisitar a historia e simplesmente explodiu meu cérebro! Donna é a companion mais especial… além disso, a serie acabou com meu bloqueio de escritora e a partir dela estou dando continuidade nos meus livros….!!!
    Estou visitando agora a serie antiga!

  3. claudia disse:

    Ao rapaz que precisa do desentupidor de pia, se vc procurar no interior, vc encontra, aqui em Curitiba, tem uma loja, tipo aquelas vendinhas tem tudo do interior que vc pode encontrar, peça ao Yamada para falar comigo que passo o endereço!!

  4. Jonathas disse:

    MTO bom o cast, meu caro… um dos melhores que já ouvi sobre o Doctor… como vc disse, é uma daquelas séries que vc ama ou odeia, não havendo meio termo. Acho que isso acontece mto por conta da visão, da interpretação que as pessoas têm sobre ela. Explico.

    Odeiam a série aqueles que assistem em busca de um seriado de pura ficção científica, onde todas as máquinas fazem sentido, onde todas as leis da física são obedecidas, onde gadgets ali vistos podem , um dia, inspirar aparelhos na vida real. Nesse sentido a série é mesmo muito decepcionante, pq quase nada é explicado em pormenores, a própria lógica do argumento por diversas vezes é quebrada e fica impossível imaginar tudo ocorrendo na vida real.

    No entanto, entendo que a série não trata apenas disso, mas que a ficção científica serve apenas como pano de fundo para que se possa explorar o verdadeiro sentido da série: o ser humano… sua alma, seu coração… é nisso que a série inteira brilha, e toda a comoção po ela gerada passa a ser entendida pois vemos um alienígena que viveu por séculos, viajou por diversos mundos, com uma tecnologia infinitamente superior à nossa, olhar para este pequeno ponto azul e se apaixonar por seus habitantes, ao ponto de, cada vez mais, buscar agir como eles e junto com eles, buscar um futuro brilhante…

  5. Ana Lucia a joaninha disse:

    Gente, muito bom o cast. Realmente, o ano começa de maneira espetacular.
    Meu caso com o Doctor é meio estranho. Conheci a série, pelo nome, por causa de seu tema de abertura, que estava num CD incrível com temas de muitos seriados dos anos 60/70. E foi paixão instantânea. Não sabia nada sobre a série, apenas que tinha o tema mais épico, aventureiro, misterioso e apaixonante do universo.
    Anos mais tarde tropecei em alguma revistas inglesas, enquanto procurava material sobre Babylon 5, e acabei lendo sobre a série, que estava naquele "hiato" entre 1989 e 2005. Dai descobri os termos TARDIS, regeneração e companions.
    Mas só conheci mesmo o Doctor quando o canal People & Arts exibiu a primeira temporada com 9th, creio que foi em 2006/2007. E – pasmem – gostei de cara, no primeiro episódio, com Autons plastificados e tudo (se posso amar Star Trek e suas pedras de papelão, não tem como não aceitar bonecos de plástico, oras).
    Chorei com a regeneração 9th-10th, resmunguei sobre "aquele magrelo de sorriso lunático", e 36 minutos depois já estava apaixonada pelo Tennant.
    Chorei um Oceano Atlântico quando 10th se vai, e resmunguei dias por causa do "queixudo". E agora, como muitos, não vou esquecer nunca, nem um dia, do tempo em que Matt Smith foi "O Doctor".
    No geral, fico muito feliz que essa série cheia de idéias interessantes, com roteiros geralmente tão cativantes, esteja encontrando seu lugar no coração das pessoas.
    Até porque, um coração amoroso é sempre uma TARDIS – Não falta espaço lá dentro para coisas boas

  6. Gilmar Enoque disse:

    Muito legal o cast, e o melhor, sem spoiler ! Eu me animei a assistir a série mas até agora assisti apenas o filme com o 8º Doutor e a primeira temporada da nova fase, bem quando começaria a segunda o meu pc estragou de vez e tive que comprar outro, daí acabou quebrando o embalo, mas quero ver se nas férias retomo a maratona.
    Para mim o episódio decisivo para a série me conquistar foi a aparição do Dalek, foi realmente muito impressionante como conseguiram tirar emoções de um saleiro gigante com voz sintetizada ! rsrs

    Aproveitando, gostaria de perguntar algo e fazer uma sugestão ao mesmo tempo ! Nerdmaster, você já assistiu a série de ficção científica Babylon 5 ? Ela é um sci-fi extremamente bem feito que mescla o realismo com o fantástico de maneira soberba, escrita e produzida pelo nosso amigo J.M.Strackzinski antes de virar escritor de hqs na Marvel e DC. Essa série é muito foda, de longe minha predileta nesse gênero, mas já está um pouco antiga e é bem desconhecida no Brasil. Acho que merecia um cast até para poder apresentar essa série para a galera nerd mais novata que nunca ouviu falar dela. O Calliban lá do JWave uma vez mencionou no cast que ele sonhava em um dia fazer um programa dedicada a essa série, que ele também é fã, mas acho que foi devidamente vetado pelo resto do pessoal ! rsrs ! Podiam se unir e fazer um paranérdia de B5 heim, heim, heim !!! 🙂

    Parabéns pelo podcast e muito sucesso em 2014 !

  7. D@nil.B disse:

    Nossa, esperei muito para ouvir esse episódio! 😀 Olha, se não for incômodo, também gostaria de fazer meu jabá: http://dwclassico.blogspot.com.br – Legendas em PT-BR da Série Clássica que são tão escassas. Ainda tenho esperança que seja disponibilizada na Netflix, mas, enquanto isso… 😉

    Minhas considerações sobre o episódio 87:

    Usarem os termos em relação ao Doutor e companhia em inglês em um programa em português incomodou-me um pouco, entretanto, a qualidade do Paranerdia sempre me agrada – principalmente por causa do Mestre dos Nerds – e isso supera errinhos passados. Ah, adorei o plano de fundo do site! 😀
    Sério que as pessoas não gostam do primeiro episódio da nova versão? Eu adorei. Um amigo meu também. Aliás, o primeiro episódio com o 1º Doutor é um dos melhores que já assisti da série, o qual foi implementado, e modificado, na novelização do arco Os Daleks da Colecção Andrómeda. Foi uma feliz surpresa.
    Shada será lançado em livro aqui no Brasil, já sabem? Pré-venda: http://www.livrariasaraiva.com.br/produto/6632277
    Hã? A TV Cultura não deu certo? Pra mim é a melhor emissora do Brasil, com programas inteligentes e divertidos. Está carecendo de programas infantis decentes ultimamente, mas mesmo assim… Tanto que foi a única emissora que exibiu Doctor Who no Brasil – dublado, eu digo. Legendado eu nem considero.
    Falando da TARDIS, o 4º Doutor a explicou para a Leela sobre a tecnologia de dimensões de forma didática, no arco 90, e o 6º Doutor concertou o seu Circuito Camaleão temporariamente no arco 137.
    Pode passar o link do grupo que constroi Daleks?
    A Chave de Fenda Sônica do 11º é mais linda que a do 10º, é mais elegante, brilhante e possui mais funcionabilidades. Os acompanhantes que mais gosto são Ian, Barbara e Sarah Jane Smith. A Martha me agrada também, mas as mais novas considero mais fracas. E a Donna é chata, principalmente pelo modo que trata o Doutor. Eu detestei a personagem em sua estreia, apesar de na 4ª Temporada ela estar mais suportável.
    A consideração final da Kell pareceu bem exagerada ao falar sobre ser a "série da sua vida". A menos que ela estivesse se referindo aos britânicos. É uma ótima série, mas não A Melhor, não é obrigatório, principalmente aqui no Brasil.

    Abraços temporais, Mestre dos Nerds.

    P.S.: Só para saber: qual a preferência para mensagens dos ouvintes? Comentários ou e-mails?
    P.P.S.: Os Daleks Sailor Moon me lembraram os My Little Daleks: https://s-media-cache-ec0.pinimg.com/736x/a6/dc/8

  8. Daniel Vieira disse:

    O episódio não filmado que foi escrito por Douglas Adams deu origem ao livro Shada, e não a um livro da série do Guia..

  9. Tiago de Lima Castro disse:

    Gosto bastante dessa série e achei o cast de vocês a melhor apresentação da série a quem não a conhece. Foi muito informativo, sem grandes spoilers, e que gera muita curiosidade.

    Parabéns!

    Tiago (Especialista)
    RandomCast – http://randomcast.com.br

Leave a Reply

'