Emails dos ouvintes sobre os episódios 50 A/B

Saudações comunicativas queridos leitores!

Conforme vocês já devem ter ouvido no Paranerdia 51: Recomendações de Podcasts 3, eu tive que publicar o programa sem a leitura de e-mails (deve ter sido mandinga do aLx…).

Mas, para vocês não ficarem sem as informações interessantes que os ouvintes enviaram, eis os textos que nos mandaram:

Rogério Missio, 39 anos, 144 kilos, Campinas, São Paulo, Brasil:

Olá meus amigos!

Digo meus amigos, pois de certa forma, vocês estão sempre comigo.

Faz um bom tempo que não mando feedbacks por e-mail, então resolvi economizar e mandar tudo de uma vez só!

Em primeiro lugar gostaria de dizer que gostei muito do Radiofobia com Maurício Ricardo, mas confesso que quando ouvi “Luke eu sou seu pai” achei que o programa contaria com a presença do NerdMaster! Quem sabe um dia, não é mesmo? Leo Lopes está aceitando sugestões?

Por falar em presença do NerdMaster, gostaria de dizer que ouvi todos os podcasts de cinema do MRG desde o número 100 em menos de duas semanas, e ainda não sei se ele participou ou não do MRG. Participou?

Por falar em participação, adorei a galera do Jurassicast falando de “Guerra nas estrelas” ( há quanto tempo não ouvia esse termo em português ). Eu estou devendo um feedback pro Jurassicast desde sempre, desde sempre não, desde que ouvi a sugestão de um ouvinte pedindo um programa sobre o filme “Inimigo Meu”. Achei a idéia ótima, principalmente se vocês fizerem um paralelo com o filme jurássico “Inferno no Pacifico” que conta uma história bem parecida, de um militar americano e um japonês perdidos em uma ilhota no Pacífico.

Quero fazer um mimimi também: fazia séculos que não comentava em podcast algum quando comentei o episódio da entrevista com Ari Toledo no site Papo de Gordo, comentei que melhor que a entrevista era a noticia da reedição do tour gastronômico em 2012 e nem sequer um “abracinho” eu recebi no programa seguinte. Mas tudo bem, eu cobrarei esse abraço pessoalmente no dia 11, afinal estarei lá!

Por falar em papo de gordo, me diverti bastante com a participação do Jabour Rio no episódio sobre bullying. Agora mais um mimimi envolvendo Piratacast e MRG: Eu ouvi o MRG de Livros sobre “Sangue Quente” e fiquei bastante empolgado! Tão empolgado que fiz uma vídeo resenha do livro quando ainda estava nos primeiros capítulos e depois ouvi o que Jabour tinha a dizer sobre o assunto no diário de bordo. Basicamente foi um balde de água fria em minha empolgação, mas depois de terminar o livro fui obrigado a concordar com o Jabour. E onde está o mimimi? Está no fato de ter pedido feedback via facebook para os dois podcasts, e ambos defecaram e se locomoveram.

Gosto muito dos crossovers entre vocês! Parece que o meu círculo de amigos se torna maior e mais divertido. Ainda estou me deliciando com o episódio 50 do Paranerdia. Tanto que estou com dó de ouvir o resto, é como se estivesse tentando perpetuar a diversão… Já aconteceu isso com vocês, ou é apenas viagem da minha parte?

Ainda sobre o Paranerdia 50, foi muito bom ouvir a participação do Fat Frog (aliás o que tá acontecendo com o PodCash?), me identifiquei muito com ele, afinal, quando o assunto é “estrelas” também me sinto dividido entre a “Jornada” e a “Guerra”.

Acho que esgotei o meu estoque de feedbacks!

Espero vê-los pessoalmente no #tourPDG!

Abraços e ho, ho, ho feliz natal!

Antonio “Mochileiro” Sea, do Action Nerds:

Novamente , e ai Alexandre tudo belê? Gabriel, tudo maneiro ?

Episódios Fantásticos os Paranerdia 50 A / B , vocês iam conversando e comentando sobre a Trilogia, enquanto em minha mente iam repetindo-se as cenas e os filmes.

A conversa estava tão animada e informativa, que nos dois Paranerdia, eu me sentia como se estive ai com vocês, participando da conversa, dando risada junto e comentando cada filme, cada curiosidade.

Minha cena preferida é meio clichê, mas é a luta entre Darth Vader contra Luke , o barulho dos sabres, as luzes , a questão da luta entre o bem e o mal, a decisão que todos nós tomamos, entre um caminho e o outro, é a mais marcante para mim ;

Meu personagem é sem dúvida Darth Vader, não sei se o lado negro é mais forte em mim, mas as vezes sem perceber, estava torcendo contra a princesa Leia e os rebeldes.

O Melhor filme, talvez seja o primeiro mesmo, Guerra nas Estrelas- episódio IV – justamente por causa dele é que tiveram os outros episódios.

É isso amigos Alexandre Nerdmaster e Gabriel, muito bom o Paranerdia nosso de cada 15 dias ( melhor ainda foi essa sequência de 3) !

Abraços, que a força esteja com vocês.

Tiago “The Portal” Soares, d’A Espiral:

Fala meu bom amigo NerdMaster! Aqui é Tiago “The Portal” Soares, 31 anos, analista de sistemas e podcaster, de São Bernardo do Campo, SP!

Antes de qualquer comentário, eu devo lhe dar meus sinceros parabéns por alcançar os 50 episódios, fruto justo de trabalho duro e talento! Meus parabéns e votos de que venham mais 50 programas várias vezes!!

Eu já ia começar o #mimimi porque falou de Star Wars[bb] e não me chamou, mas levando em consideração que esse é o assunto favorito de dois terços da podosfera, deixe estar que as opções eram muitas. E o programa duplo ficou realmente sensacional, todos os convidados estavam bem afiados. Mas como você não pode deixar de me chamar de “nerd freak”, tenho sim algumas pequenas considerações:

Os personagens do R2-D2[bb] e C-3PO[bb] foram criados por Lucas claramente inspirados nos dois personagens do filme “Kakushi-toride no san-akunin” (também conhecido como “The Hidden Fortress[bb]“) de Akira Kurosawa[bb], de 1958. Aliás, toda aquela noção de dois personagens trapalhões viajando com uma princesa foi inspirado nesse filme. E o visual de C-3PO foi inspirado no clássico filme futurista distópico “Metropolis[bb]“.

Ainda sobre C-3PO, quem leu os livros ou material mais antigo de Star Wars talvez já tenha ouvido o termo “Cê-Três-Pê-Zero”, com o numeral zero no final. Ainda que soe estranho – já que ao longo do filme todo os personagens pronunciem seu nome com “O” e não com “0” – a informação que vai explodir algumas cabeças é que esse último dígito, no original, era realmente um zero! Primeiro porque isso seguiria o mesmo padrão do R2-D2 (uma letra, um número, uma letra, um número), e também porque os americanos tem a mania de, ao falar siglas, substituir o zero pela letra “O”. E isso foi considerado dessa forma nessas traduções mais antigas. Claro, hoje em dia é e sempre será a letra “O”, mas vale a curiosidade.

Concordo totalmente coma genialidade de John Williams[bb], e ainda me gabo: eu entrei na cerimônia do meu casamento com a Marcha Imperial[bb]! Morram afogados de inveja, todos! >=D

Uma pausa em Star Wars – a aparente “trollada” de Harrison Ford em “Indiana Jones e os Caçadores da Arca Perdida[bb]” só aconteceu porque tanto ele quanto quase toda a equipe estava com uma diarréia espetacular, daí a necessidade e encurtar o máximo possível a cena do beduíno com a espada.

Sobre a Estrela da Morte, vale lembrar que a aquela que aparece no episódio IV era um protótipo de funcionamento – ainda que já tenha sido utilizada em campo – sendo que a estação do episódio VI é que era a “oficial”, para a qual o Império estava dirigindo a maior parte de seus recursos. Há alguma inconsistência entre as fontes, mas as informações mais confiáveis afirmam que a primeira Estrela da Morte tinha 160 Km de diâmetro, e a segunda 900 km de diâmetro.

O final de “O Retorno de Jedi[bb]” também marca o início da covardia narrativa de Lucas, já que ele amenizou o final original – aonde Lando morreria e a Millennium Falcon seria destruída (tem uma cena do Han Solo no filme que é “herança” desse final original).

Por fim, vocês realmente tem razão que o personagem mais importante e querido de toda a saga é o Darth Vader. Segue link para o vídeo com a ocorrência no Star Wars Weekend (evento temático num dos parques de Orlando) que comprova isso:

Acho que por enquanto é só! Um grande abraço meu querido e que a Força esteja com você!!

 

Vida Longa e Próspera

One Responseto “Emails dos ouvintes sobre os episódios 50 A/B”

  1. aLx disse:

    OW! Mandinga minha??

    A parte que eu mais gosto dos podcasts é a leitura de feeds! Como pode dizer que é mandinga minha?

    Ah, acabei de ver Puella Madoka Magica! Realmente, impressionante! Muito bom!!! Até baixei a música Magia para deixar no meu celular!

    kkkkk

    E no clip do Kalafina, a menina do meio é a Homura!

    Abraços!

    aLx

Leave a Reply

'